Outubro 2022 Variação referente ao mês homólogo
Nascimentos
03678
-1,4%
Encerramentos
00866
-26,2%
Insolvências
00135
-14,6%

Empresas portuguesas melhoram ligeiramente os prazos de pagamento após a pandemia

Leia aqui o estudo “Comportamentos de Pagamento

Apenas 18,5% das empresas em Portugal pagam dentro dos prazos acordados com os fornecedores. Os números são da Informa D&B, que analisa regularmente o comportamento de pagamento das empresas, e mantêm Portugal numa das piores posições a nível internacional no que toca a este indicador.

Apesar deste registo, há uma ligeira evolução positiva nas empresas portuguesas em 2022. Por um lado, há mais empresas a pagar dentro do prazo, já que a percentagem de cumpridoras era de 17,3% no final de 2021; por outro lado, o número médio de dias de atraso tem vindo a diminuir desde dezembro de 2020 – nessa altura era de 27,3, sendo agora de 23,2 dias. Dois terços (67%) das empresas paga com um atraso até 30 dias.

Segundo os números de agosto deste ano, Tecnologias de informação e comunicação, Retalho, Grossistas, Atividades imobiliárias e Construção são os setores com maior percentagem de empresas a pagar dentro dos prazos, todos eles acima dos 20%.

No extremo oposto, Alojamento e restauração e os Transportes são os setores com menor percentagem de empresas cumpridoras, apenas com 11,7% e 10,6%, respetivamente. Estes dois setores foram dos mais atingidos pela pandemia em 2020, sendo dos que mais aumentaram os dias de atraso. Mas desde dezembro desse ano até ao presente foram também os que mais recuperaram dias de atraso.

Portugal mantém um dos piores registos a nível internacional

No final de 2021, entre os países monitorizados pela Informa D&B, só a Roménia registava uma percentagem de empresas cumpridoras dos prazos de pagamento inferior a Portugal, com 14,4%.

Dinamarca, com 90,2% de empresas cumpridoras, Rússia (77,2%) e Eslováquia (76,4%) são os países com maior percentagem de empresas a pagar dentro dos prazos acordados com os fornecedores. Ainda no final de 2021, a média de empresas cumpridoras na União Europeia era de 44,7%. Em Espanha, o nosso principal parceiro comercial, 44,4% das empresas cumprem estes prazos.

13% das empresas com risco de atrasos significativos

O cruzamento de dois indicadores da Informa D&B – Risco de Delinquency (que indica a probabilidade de uma empresa atrasar pagamentos em mais 90 dias nos próximos 12 meses) e a Resiliência Financeira – sugere que existem 13% de empresas com sérios riscos de atrasos significativos nos pagamentos em Portugal e resulta da soma de 3% de empresas com Risco Delinquency elevado e 10% com um nível de Resiliência Financeira reduzido ou mínimo.

SOBRE A INFORMA D&B

A Informa D&B lidera, em Portugal e Espanha, a oferta de informação e conhecimento sobre o tecido empresarial. A atuar em Portugal há 115 anos, acompanhamos a evolução do País e a forma de fazer negócios, desenvolvendo ferramentas e análises tão inovadoras quanto tecnologicamente avançadas. Continuamos a proporcionar ao mercado informação relevante e de confiança, para fundamentação das decisões de negócio nas empresas.

A informação produzida pela Informa D&B é utilizada em Portugal por 95% das entidades bancárias, 45% das grandes empresas e 21% das PME, servindo mais de 450 mil utilizadores, que consultam anualmente mais de três milhões de relatórios sobre empresas, através das marcas INFORMA e EINFORMA.

A Informa D&B está integrada na D&B Worldwide Network, a maior rede de informação mundial sobre empresas e outras organizações.

Para mais informações: 808 293 029 / apoio@informadb.pt