Outubro 2022 Variação referente ao mês homólogo
Nascimentos
03678
-1,4%
Encerramentos
00866
-26,2%
Insolvências
00135
-14,6%

Estudo Informa D&B | A relevância das compras na economia nacional (5ª edição)

Leia aqui o estudo completo

Compras das empresas atingiram 271 mil milhões de euros em 2021 e ultrapassam valores antes da pandemia

  • Dois terços das compras são feitas por 3 setores – Indústrias, Grossistas e Retalho
  • Quase metade das compras são feitas por 0,2% das empresas
  • 75% do valor das compras é feito no mercado interno

As compras das empresas totalizam 271 mil milhões de euros em 2021, valor que após sofrer uma quebra acentuada em 2020, já supera o registo de 2019, antes da pandemia de Covid-19. Este valor corresponde a um crescimento de 18% face ao ano de 2020, com 61% das empresas a aumentaram as compras em 2021.

Os dados são da Informa D&B, que avaliou as compras das empresas do setor público e privado com atividade comercial durante o ano de 2021. Estes dados são apresentados dia 16 no evento “evento “Procurement em Portugal: como fazer diferente!”, da APCADEC – Associação Portuguesa de Compras e Aprovisionamento.

Do valor total das compras, 193,7 mil milhões de euros (71%) dizem respeito à aquisição de bens, sendo o restante relativo a fornecimentos e serviços externos.

Elevada concentração das compras em alguns setores e subsetores

Três setores – Indústrias, Grossistas e Retalho – concentram dois terços do total das compras. As Indústrias, apesar de representarem 9% do total das empresas em Portugal, são responsáveis por quase 27% das compras realizadas.

A estrutura das compras é bastante diferente de acordo com os setores, com alguns deles a concentrarem as suas compras na aquisição de bens, como é o caso dos Grossistas, Retalho, Energia e ambiente e Indústrias. Outros setores registam uma maior concentração das compras no fornecimento de serviços, como os Transportes, os Serviços empresariais e os Serviços gerais.

Cinco subsetores são responsáveis por um terço do total da compra de bens: Grossistas alimentar, Retalho generalista, Indústria equipamentos, Retalho automóvel e Indústria alimentar. Sensivelmente a mesma percentagem corresponde ao fornecimento de serviços também de cinco subsetores: Serviços de apoio às empresas, Construção e promoção de edifícios, Transportes terrestres, Indústria materiais e Serviços gerais/saúde, desporto e bem-estar.

Grandes empresas são responsáveis por quase metade das compras

As 733 empresas de grande dimensão que existem no tecido económico nacional correspondem apenas a 0,2% do total, mas são responsáveis por 44% de todas as compras das empresas, incluindo bens e serviços, correspondendo a uma média de 162 milhões de euros por empresa. Entre as grandes empresas, o setor das Indústrias corresponde a um terço das empresas que realizam 34,5% das compras. O conjunto das grandes empresas e das médias empresas é responsável por dois terços da totalidade das compras no país. Este conjunto de 4 157 empresas representa apenas 1,2% do tecido empresarial

Todos os setores efetuam a maior parte das compras no mercado doméstico.

As compras no mercado interno representam 75% do valor total das compras e todos os setores efetuam a maior parte das suas compras no mercado doméstico.

Os setores das Indústrias, Grossistas e Tecnologias de informação e comunicação são os que realizam mais compras nos mercados externos, embora essas compras não atinjam os 40% em nenhum dos casos.

NOTAS

Compras

Aquisição de bens, como matérias-primas, produtos intermédios e mercadorias, e fornecimentos e serviços externos.

Universo

Empresas do setor público e privado com atividade comercial durante o ano de 2021 (não inclui Banca, Seguros, empresários em nome individual, profissionais liberais, administração pública e setor social). Entende-se por empresa com atividade comercial qualquer empresa que apresenta dados de compras, vendas ou emprego no ano.

SOBRE A INFORMA D&B

A Informa D&B lidera, em Portugal e Espanha, a oferta de informação e conhecimento sobre o tecido empresarial. A atuar em Portugal há mais de 110 anos, acompanhámos a evolução do País e a forma de fazer negócios, desenvolvendo ferramentas e análises tão inovadoras quanto tecnologicamente avançadas. Continuamos a proporcionar ao mercado informação relevante e de confiança, para fundamentação das decisões de negócio nas empresas.

A informação produzida pela Informa D&B é utilizada em Portugal por 95% das entidades bancárias, 45% das grandes empresas e 21% das PME, servindo mais de 450 mil utilizadores, que consultam anualmente mais de três milhões de relatórios sobre empresas, através das marcas INFORMA e EINFORMA.

A Informa D&B está integrada na D&B Worldwide Network, a maior rede de informação mundial sobre empresas e outras organizações.

Para mais informações808 293 029 / apoio@informadb.pt