Variação referente ao mês homólogo Entrar
Nascimentos
Encerramentos
Insolvências

Nascimento de novas empresas recuou 24% em 2020

Após forte evolução nos últimos anos e um recorde em 2019, a constituição de novas empresas caiu em 2020 para as 37 558 entidades, uma redução de 24% face ao ano anterior e que corresponde a um valor semelhante ao que se registou em 2016.

Criação de novas empresas 2010-2020

Alojamento e restauração, Transportes e Serviços gerais são os setores com maiores recuos

Os setores do Alojamento e restauração, Transportes e Serviços gerais foram os que registaram maiores recuos percentuais em novas empresas face a 2019. O Retalho passou a ser o terceiro maior setor em número de constituições, graças às empresas de retalho online, onde as novas empresas subiram 46% em relação a 2019.

Numa análise regional à constituição de novas empresas desde o final do 1º estado de emergência, verifica-se que a esmagadora maioria dos distritos do litoral recuam face ao período homólogo, enquanto todos os distritos do interior registam aumentos de novas empresas. Os nascimentos de empresas nos distritos do interior representam 18% do total do país, um aumento de 3p.p. face a 2019.

Constituição de empresas ao ritmo da pandemia

Após uma descida logo nos dois primeiros meses do ano (-17%), o nascimento de novas empresas ao longo do ano decorreu ao ritmo da pandemia e das consequentes restrições. Durante o confinamento de março e abril, o nascimento de empresas registou uma quebra acentuada (-44% e -70% respetivamente).

Com o alívio progressivo das medidas de contenção e com a reabertura da economia, este registo aumentou relativamente aos meses anteriores e em agosto e setembro este indicador já apresentou valores acima de 2019. No entanto, no último trimestre as constituições recuaram novamente face ao período homólogo (-19%).

Evolução dos nascimentos de empresas em 2020

Novas insolvências crescem 3% face a 2019

Em 2020 foram iniciados 2 270 processos de insolvência, que representam um crescimento de 3,2% face a 2019 (+71 casos). Na maioria dos setores de atividade os valores são semelhantes aos de 2019, mas alguns setores apresentam já uma subida dos novos processos de insolvência, como é o caso do Alojamento e restauração, com 292 novos casos em 2020, mais 106 que no ano passado.

As Indústrias mantêm-se como o setor com maior número de casos de novas insolvências em 2020 (586 casos), um número muito semelhante ao de 2019.

Ver estudo completo