janeiro 2024 Variação referente ao mês homólogo
Nascimentos
04929
-8,3%
Encerramentos
00636
-50,1%
Insolvências
00210
3,5%

Novo estudo | Retrato das Exportadoras em Portugal – 6ª edição

Já há mais de 38 mil exportadoras em Portugal, mais 11% do que em 2017

  • Entre 2020 e 2021 surgiram quase mais 2 mil exportadoras;
  • 3 setores concentram 58% do total de exportadoras;
  • Recuperação do desempenho das exportadoras foi superior ao das restantes empresas;

Leia aqui o sumário executivo deste estudo

Mais de 38 mil empresas portuguesas são exportadoras, um número que representa um crescimento de 11% face a 2017. O estudo da Informa D&B sobre as exportadoras em Portugal regista um salto muito significativo de 2020 para 2021, em que o número de exportadoras aumentou mais de 5%, depois de um abrandamento entre 2019 e 2020 devido à pandemia de Covid-19.

De acordo com Teresa Cardoso de Menezes, diretora geral da Informa D&B, ‘a capacidade das empresas alargarem o horizonte geográfico dos seus negócios é vital numa economia globalizada, sobretudo em países com um mercado interno relativamente reduzido, como Portugal. Esta análise da Informa D&B sobre o perfil das exportadoras mostra como o negócio com outros países é uma atividade cada vez mais consolidada na vida das empresas em Portugal, havendo mais de metade das exportadoras que mantêm estes negócios com o exterior há pelo menos 3 anos consecutivos.’

O negócio das 38 208 exportadoras corresponde a 75 mil milhões de euros, com a exportação de bens a equivaler a 77% do total. Mais de três quartos deste valor é da responsabilidade de 3 setores – Indústrias, Grossistas e Serviços empresariais.

A região Norte concentra a maior percentagem de exportadoras, com 44% do total. No entanto, é na Área Metropolitana de Lisboa que se encontra a maior fatia das exportações, com 37%, fruto da presença nesta região de uma parte significativa (38%) das grandes empresas.

TIC têm a maior taxa de crescimento de exportadoras

Relativamente ao número de exportadoras 3 setores (Indústrias, Grossistas e Serviços empresariais) correspondem a 58% do total das exportadoras. As Tecnologias de informação e comunicação são o quarto setor com mais exportadoras e registam uma taxa de crescimento (CAGR) de 11% desde 2017, a maior entre todos os setores.

Recuperação do desempenho das exportadoras foi superior ao das restantes empresas

Entre 2020 e 2021, a recuperação do volume de negócios foi mais rápida entre as exportadoras. Em 2021, estas empresas ultrapassaram os valores de faturação que tinham atingido em 2019.

Na recuperação das exportações após a quebra motivada pela pandemia em 2020, as TIC foram o segundo setor com melhor performance, com os valores de 2021 a superarem em 27% os de 2019. O setor com a recuperação mais robusta foi o dos Serviços empresariais, cujas exportações em 2021 superaram em 75% as de 2019.

Mais países de destino significa mais exportações

A intensidade exportadora das empresas aumenta com o número dos países de destino dos seus negócios. As empresas que exportam para uma maior quantidade de países mostram também que o peso das exportações é superior no seu volume de negócios. Nas empresas que exportam para mais de 5 geografias (34%) os negócios com o exterior representam mais de 60% da sua faturação, uma percentagem que vai descendo à medida que desce também a quantidade de países de destino.

Há mais exportadoras a fazer negócio com países comunitários do que com outras geografias e a maioria é exportadora de serviços, apesar dos bens representaram a maior parte do valor. Quer no mercado comunitário, quer no extracomunitário, as Indústrias, Grossistas, Transportes e Serviços empresariais são os quatro setores mais relevantes. No entanto, nos mercados extracomunitários estes setores deixam mais espaço para as exportações de outros setores que, no seu conjunto, exportam 21% do total.

Forte relação entre exportações, dimensão e nacionalidade do capital

A vocação exportadora está fortemente ligada à dimensão das empresas. Entre as grandes empresas, 58% são exportadoras e, embora esta percentagem corresponda apenas a 483 empresas, elas são responsáveis por mais de metade do total das exportações nacionais (55%). As 6 650 PME exportadoras representam 37% das exportações. Entre as microempresas, as 31 075 exportadoras correspondem apenas a 9% deste segmento de empresas, correspondendo a cerca de 8% das exportações.

A idade das empresas está também relacionada com o seu perfil exportador, até porque 80% das grandes empresas são também empresas maduras (com 20 anos ou mais). Estas empresas são responsáveis por 70% do total das exportações.

As empresas de capital estrangeiro têm um perfil especialmente exportador. Entre as exportadoras, estas empresas representam apenas 8% do seu número, mas exportam 39% do total nacional. As empresas exportadoras de capital nacional correspondem a 92% do total de empresas, sendo que as suas exportações representam 55% do total. A taxa de exportadoras entre as empresas de capital estrangeiro é mais do triplo do que entre as empresas de capital nacional (33% vs 10%).

UNIVERSO E DEFINIÇÕES

Fonte: Análise Informa D&B; Período de análise: 2017-2021; Universo: empresas do setor público e privado com atividade comercial no ano (não inclui a Banca e os Seguros). Entende-se por empresa com atividade comercial, qualquer empresa que apresenta dados de compras, vendas ou emprego no ano. Inclui as empresas com informação financeira publicada no portal do Ministério da Justiça (IES) relativa ao exercício de 2021 (último ano disponível à data de elaboração desta análise); Empresas exportadoras: empresas cujas vendas de bens e serviços no mercado externo representam pelo menos 5% do seu volume de negócios ou mais de 1 milhão de euros no ano; Empresas com controlo de capital nacional: empresas cujos sócios/acionistas maioritários sejam pessoas singulares ou coletivas nacionais; Empresas com controlo de capital estrangeiro: empresas cujos sócios/acionistas maioritários sejam pessoas coletivas não residentes.

SOBRE A INFORMA D&B

A Informa D&B lidera, em Portugal e Espanha, a oferta de informação e conhecimento sobre o tecido empresarial. A atuar em Portugal há mais de 110 anos, acompanhámos a evolução do País e a forma de fazer negócios, desenvolvendo ferramentas e análises tão inovadoras quanto tecnologicamente avançadas. Continuamos a proporcionar ao mercado informação relevante e de confiança, para fundamentação das decisões de negócio nas empresas.

A informação produzida pela Informa D&B é utilizada em Portugal por 95% das entidades bancárias, 45% das grandes empresas e 21% das PME, servindo mais de 450 mil utilizadores, que consultam anualmente mais de três milhões de relatórios sobre empresas, através das marcas INFORMA e EINFORMA.

A Informa D&B está integrada na D&B Worldwide Network, a maior rede de informação mundial sobre empresas e outras organizações.

Para mais informações808 293 029 / apoio@informadb.pt