Abril 2022 Variação referente ao mês homólogo
Nascimentos
03332
-12,2%
Encerramentos
00757
-22,9%
Insolvências
00132
-24,1%

Em janeiro, foram criadas 4 263 novas empresas em todo o tecido empresarial

Tecnologias de informação e comunicação é o único setor a crescer face aos números antes da pandemia

O setor das Tecnologias de informação e comunicação (TIC) manteve em janeiro deste ano uma dinâmica empreendedora acima da média e é, segundo o Barómetro da Informa D&B, o único setor em que, em janeiro, o número de novas empresas cresce face aos números de janeiro de há 2 anos, antes da pandemia.

No total do tecido empresarial, em janeiro de 2022 nasceram 4 263 novas empresas, mais 23% do que em janeiro do ano passado. A subida de nascimentos é transversal a todos os setores de atividade, com a exceção do Retalho (-11%) e da Agricultura e outros recursos naturais (-14%). O único distrito onde decresce a criação de novas empresas em janeiro é o Alentejo.

Apesar do crescimento face ao ano passado, o nascimento de empresas no primeiro mês do ano está ainda 22% abaixo do mesmo mês de 2020, ainda antes da declaração de pandemia e de todas as medidas restritivas que se seguiram.

Mas nesta comparação com janeiro de 2020, as TIC, ao contrário de todos os outros setores, registaram em janeiro de 2022 um crescimento de 4,3%, correspondente à criação de 291 novas empresas.

Em 2021, as TIC já tinham sido o 2º setor com maior crescimento de novas empresas face a 2020, com um aumento de 20%, e um dos 3 únicos setores que conseguiram ultrapassar o ano de 2019, com uma diferença de 3,4%. Este setor – e em particular o subsetor da ‘informática’ – está a assumir um papel importante na transição digital e terá beneficiado de uma aceleração de processos tecnológicos induzidos pela pandemia, como as plataformas de comunicação à distância ou o comércio online.

Encerramentos e Insolvências mantêm descida

Os encerramentos e as insolvências continuam a registar valores inferiores ao período anterior à pandemia, muito provavelmente devido às medidas de apoio que o Estado português colocou à disposição das empresas.

No primeiro mês de 2022, encerraram 887 empresas, menos 23% que no período homólogo e menos 41% do que em janeiro de 2020. Todos os setores registam valores inferiores a 2021.

Em janeiro de 2022, 144 empresas iniciaram um processo de insolvência, valor que representa uma descida 23% face ao mesmo período de 2021 (menos 44 novos processos) e menos 34% face a 2020 (menos 73 processos).

Ver o Barómetro completo

Nota sobre insolvências

Entidades com processos de insolvência iniciados no período considerado, com publicação no portal Citius do Ministério da Justiça. O Barómetro Informa D&B considera os processos de insolvência de pessoas coletivas. Este Barómetro não analisa os processos de insolvência de empresários em nome individual, de profissionais liberais, ou de particulares.

Para mais informações: apoio@informadb.pt | 808 29 30 29EDIT