quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Exportações de vinho já ultrapassam 800 milhões de euros


Evolução do Mercado


  • O volume de produção provisório de vinho na campanha 2018/2019 baixou para 5,30 milhões de hectolitros, cerca de menos 20% que na campanha anterior, na qual se registara um aumento de 11,9%. A região de Douro/Porto é a que gera um maior volume (21,5% do total na campanha 2017/2018), à frente de Lisboa (18%), Minho e Alentejo. com 14% cada uma delas, e Beiras (12%).
  • As exportações globais do setor geraram cerca de 806 milhões de euros em 2018, o que supôs cerca de mais 3% do que em 2017. O superavit comercial com o exterior cresceu ligeiramente, passando de 643 milhões de euros em 2017 para 648 milhões em 2018, apesar do notável crescimento neste último ano das importações (+15,3%).
  • Cerca de 43% das exportações totais em valor correspondem a vinho licoroso, nomeadamente o vinho do Porto, com uma participação de 40% sobre o valor total. Relativamente aos países de destino, cerca de 60% das vendas no exterior destinam-se à União Europeia, mantendo-se França e Reino Unido como os principais mercados. Entre os destinos extracomunitários mais importantes encontram-se os Estados Unidos, Brasil, Canadá e Angola.
Estrutura da oferta

  • O número de empresas com atividade no setor de vinho continuou a crescer em 2017, até se situar em 1346.Paralelamente o volume de emprego também aumentou, tendo passado de 9183 em 2014 para cerca de 10.000 trabalhadores em 2017.
  • Os operadores mais pequenos predominam no setor, situando-se o número médio de empregados por empresa em 7 pessoas. Só 26 empresas têm um quadro de pessoal acima de 50 trabalhadores e unicamente duas empregam mais de 400 pessoas.
  • A distribuição geográfica das empresas mostra uma notável concentração na zona Norte, na qual se localizam perto de 42% do total.

Dados Gerais