segunda-feira, 12 de março de 2018

Notável crescimento das exportações de vinho em 2017


Evolução do Mercado


  • Após a quebra registada em 2016, as exportações de vinho em Portugal retomaram, em 2017, a tendência crescente registada no período 2010-2015. Desta forma, as vendas para os mercados externos alcançaram cerca de 780 milhões de euros, atingindo cerca de 7% mais do que em 2016 e um aumento superior a 25% no que respeita ao valor contabilizado em 2009.
  • Cerca de 60% das vendas para o exterior destinam-se à União Europeia, sendo França e Reino Unido os principais mercados, reunindo participações respetivas sobre o total exportado de cerca de 15% e 10%.
  • O volume provisório da produção de vinho na campanha 2017/2018 situou-se em 6,6 milhões de hectolitros, o que supôs cerca de mais 10% do que na campanha anterior, na qual se verificou uma quebra de 15%. A região do Douro/Porto é a que gera um maior volume (22% do total na campanha 2016/2017), à frente do Alentejo (18%), Lisboa (17%), Beiras (13%) e Minho (12%).
Estrutura da oferta

  • O número de empresas com atividade no setor de vinho em 2015-2016 manteve-se em cerca de 1.300, enquanto o volume de emprego setorial também permaneceu estagnado nesse biénio em cerca de 9.500 trabalhadores. Não obstante, superfície vitivinícola tem reduzido, situando-se em 190.500 hectares em 2016, 4,1% abaixo da registada no ano anterior.
  • Os pequenos operadores predominam no setor, sendo que o quadro médio de pessoal por empresa se situou em 2016, em cerca de 7 pessoas. Apenas 26 empresas empregam mais de 50 trabalhadores e, entre estas, apenas duas contavam nesse ano com um quadro de pessoal superior a 350 pessoas.
Dados Gerais