terça-feira, 29 de agosto de 2017

Faturação do setor de operadores logísticos cresce 3% em 2017


Evolução do Mercado


  • O setor de operadores logísticos fechou o ano de 2016 com um volume de negócios de 510 milhões de euros, um acréscimo de 2,4% face ao ano anterior, prevendo-se uma aceleração moderada do crescimento em 2017.
  • Em 2016 havia cerca de 80 operadores logísticos no setor em Portugal. número que desceu ligeiramente nos últimos anos em virtude das várias operações de concentração registadas. As cinco maiores empresas geraram em conjunto aproximadamente 40% da faturação total.

Estrutura da Oferta

  • A crescente externalização das atividades de armazenamento, manipulação e transporte de mercadorias das empresas portuguesas favoreceu ao longo dos últimos anos o crescimento do volume de negócios dos operadores logístico.
  • Adicionalmente, a introdução de novos serviços com maior valor acrescentado - relacionados em larga medida com a expansão do comércio eletrónico e o acompanhamento das operações em tempo real - e a crescente internacionalização da atividade das empresas portuguesas, são outros fatores que contribuem para a dinamização do negócio.
  • Neste enquadramento, a faturação setorial, incluindo as atividades de armazenamento de mercadorias e as operações associadas realizadas sobre as mercadorias armazenadas (manipulação, transporte e distribuição) ascendeu a 510 milhões de euros em 2016, valor que representa um acréscimo de 2,4% face ao ano anterior.
  • Em 2016, os produtos alimentares e bebidas eram responsáveis pela maior parcela do volume de negócios dos operadores logísticos, representando quase 52% do volume total.
  • As projeções apontam para que em 2017 a taxa de variação da faturação setorial ronde os 3%, ascendendo a 525 milhões de euros. Em 2018 é expetável um aumento semelhante, atingindo os 540 milhões de euros.
  •  setor é constituído por cerca de 80 empresas, número que desceu ligeiramente nos últimos anos. As quotas de mercado dos principais operadores refletem o elevado grau de concentração da oferta setorial. Deste modo, em 2016, as cinco principais empresas geraram em conjunto aproximadamente 40% do volume de negócios total do setor, enquanto a quota de mercado agregada das dez principais se situa acima dos 55%.
Dados Gerais, 2016