segunda-feira, 29 de maio de 2017

As exportações de calçado apresentam sete anos consecutivos de crescimento


Evolução do Mercado


  • O valor da produção de calçado iniciou em 2014 uma tendência crescente, a qual foi confirmada no exercício de 2016, num contexto de bom comportamento das vendas tanto em Portugal como no exterior. Para 2016 estimaram-se 2.050 milhões de euros, o que supõe cerca de 5,4% mais do que no exercício anterior, tendência que manter-se-à previsivelmente no curto prazo.
  • Em 2016 as exportações elevaram-se até aos 1.920 milhões de euros, o qual supôs um crescimento relativo a 2015 de 3%, e contrasta com os 1.297 milhões registados em 2010. As importações, por sua vez, cresceram novamente mais de 10% (+12,7%), alcançando um valor em torno de 595 milhões de euros.
  • França é o mercado externo mais importante, assumindo uma quota sobre as exportações totais de 22% em 2015. Também se destacam Alemanha, Holanda e Espanha.

Estrutura da Oferta

  • Após o crescimento experimentado em 2013 e 2014, o número de empresas fabricantes de calçado apenas cresceu em 2015 (+0,3%), até se situar em cerca de 1.450.
  • Predominam as empresas de pequeno tamanho, de modo que pouco mais de 60% do total contam com um quadro de pessoal abaixo de 10 empregados e só 9% têm mais de 50 trabalhadores.
  • A atividade produtiva concentra-se na zona Norte de Portugal, onde se localizam 95% das empresas. Nomeadamente nos concelhos de Felgueiras, no distrito do Porto, e Oliveira de Azeméis e Santa Maria da Feira, em Aveiro. Entre os três geram mais de 60% do volume de emprego total.
Dados Gerais, 2016