quinta-feira, 20 de abril de 2017

Moderada retoma do preço médio dos medicamentos em 2015 e 2016


Evolução do Mercado


  • Em 2015 e 2016 tem-se registado um crescimento do volume de negócio dos grossistas de produtos farmacêuticos, como consequência da ligeira retoma dos preços dos medicamentos. Assim, a faturação total agregada de 34 das principais empresas situou-se, em 2015, em 2.530 milhões de euros, o que supôs um aumento de 2,7% face ao ano anterior, estimando-se, para 2016, um acréscimo adicional de 1,6%, até aos 2.570 milhões.
  • O valor global do mercado de medicamentos, por sua vez, cresceu cerca de 2% em 2016, confirmando-se a tendência crescente iniciada no exercício anterior, no qual se contabilizou uma taxa de +3,9%. A preços de venda ao público situou-se à volta de 2.530 milhões de euros em 2016.

Estrutura da oferta

  • O setor de distribuição grossista de produtos farmacêuticos carateriza-se pelo predomínio dos operadores de reduzido tamanho, sendo que só seis empregam mais de 50 trabalhadores e somente três têm um quadro de pessoal acima de 250 empregados.
  • Observa-se uma tendência decrescente do emprego setorial. Assim, o quadro de pessoal agregado de 38 das principais empresas passou de 1.929 trabalhadores em 2010 para 1.758 trabalhadores em 2015. Não obstante, no último ano o retrocesso foi de 0,3%.
  • O distrito de Lisboa é o que concentra um maior número de operadores. Tomando como base o grupo das 40 empresas de maior tamanho, pouco mais de 40% têm a sua sede neste distrito, situando-se atrás dele Porto, em 17,5%.
Dados Gerais, 2016