sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Mercado de medicamentos retomou em 2015

Evolução do Mercado


  • O valor do mercado português de medicamentos alcançou em 2015 um crescimento de 3,9%, o que alterou a tendência depois de seis anos de quedas consecutivas.
  • Assim, as vendas de medicamentos em farmácias em Portugal continental situaram-se em 2.491 milhões de euros em 2015, face aos 2.398 milhões contabilizados no exercício anterior, esse valor está todavia longe do máximo de 3.353 milhões de euros do ano 2008.
  • A balança comercial do setor apresenta um saldo deficitário, o qual incrementou-se significativamente em 2015, como consequência do maior crescimento das importações em relação às exportações. Deste modo, as vendas no exterior do setor aumentaram no citado exercício 2,4%, enquanto as importações cresceram 17,2%, elevando-se o deficit comercial acima dos 1.200 milhões de euros, quase mais 30% do que em 2014.
Estrutura da oferta

  • Em 2014 operavam em Portugal 111 empresas dedicadas à fabricação de especialidades farmacêuticas, face a 108 em 2013 e 104 em 2012. Lisboa é com diferença a principal zona de concentração de laboratórios, de forma que 85% das 40 principais empresas do setor estão sediadas neste distrito.
  • Só cinco destas companhias empregavam em 2014 mais de 250 trabalhadores e 26 contavam com um quadro de pessoal entre 50 e 250 pessoas.
  • O capital estrangeiro tem uma grande importância no setor, destacando-se o de origem suíça, britânica, espanhola, alemã, italiana, francesa e americana. Neste sentido, mais de 30 das 40 primeiras empresas do setor estão participadas maioritariamente por acionistas estrangeiros.

Dados Gerais, 2015