segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Setor de retalho de móveis com retoma moderada nas vendas


As vendas a retalho de móveis em Portugal registaram, em 2014, uma retoma moderada, superando a tendência de decréscimo do período 2010-2013, em que se acumulara um decréscimo perto de 30%.

Até ao final de 2014 estima-se que o volume de negócio setorial tenha atingindo os 620 milhões de euros, o que representa um crescimento de 2,5% com respeito a 2013, ano em que registou uma queda de 6,9%.

As importações portuguesas de móveis registaram um importante incremento em 2014, até alcançar 535 milhões de euros, 16,8% mais do que no ano anterior. Espanha é a principal origem das compras no exterior, concentrando 38% do total das vendas em 2014, seguida da Polónia, com 14,4%, e Alemanha, com uma participação de 10,3%.

Em 2013 operavam em Portugal cerca de 3.800 sociedades especializadas na venda retalhista de móveis, artigos de iluminação e outros produtos para o lar. O número de empresas mantém uma tendência descendente nos últimos anos, diminuindo em mais de 1.700 operadores desde 2004.

A zona Norte de Portugal concentra o maior número de empresas do setor, com cerca de 42%, à frente das zonas de Lisboa e Centro, com participações perto dos 22%.

Dados Gerais, 2014