terça-feira, 12 de maio de 2015

Setor hoteleiro com notável crescimento da faturação em 2014


Em 2014 registou-se uma favorável evolução dos principais indicadores da atividade do setor hoteleiro português, num contexto de retoma da procura doméstica e prolongação do crescimento do turismo estrangeiro. O volume de negócio agregado de hotéis, estalagens, aparthotels, motéis, pensões, pousadas, aldeamentos turísticos e apartamentos turísticos ascendeu nesse ano até 2.204 milhões de euros, o que representa um aumento de 12,7% face a 2013, ano em que já crescera 5,3%. Tanto o número de hóspedes como o de dormidas contabilizaram também fortes aumentos em 2014, em ambos os casos superiores a 10%, alcançando 16,1 e 46,1 milhões, respetivamente. As dormidas realizadas por residentes em Portugal aumentaram 13%, face à variação de 10,2% registada no caso dos residentes no estrangeiro.

A capacidade hoteleira em Portugal, considerando conjuntamente hotéis, estalagens, aparthotels, motéis, pensões e pousadas, situou-se no ano 2013 em 245.691 camas, o que representa um aumento de 1,3% face ao ano anterior e de 13% comparativamente com as 217.455 camas de 2007.

Perto de 70% do número total de camas, ou seja, cerca de 174.000 em 2013, correspondem a hotéis, sendo este o segmento que mais tem aumentado a sua capacidade nos últimos anos.

Em 2013 operavam no mercado português 1.772 estabelecimentos hoteleiros, dos quais 1.039 eram hotéis, face a 988 em 2012 e 771 em 2010.

A zona do Algarve é a que concentra uma maior capacidade, com cerca de 62.500 camas em 2013, o que significa 25,4% do total, à frente da zona de Lisboa, com quase 55.500 camas.

Dados Gerais, 2013