segunda-feira, 23 de março de 2015

Setor dos Moldes cresceu 2,7% em 2014


O valor estimado da produção portuguesa de moldes para o ano 2014 é de 755 milhões de euros, o que representa um crescimento de 2,7% face a 2013. Prevê-se para 2015 um prolongamento da evolução positiva das vendas. Nos últimos exercícios a atividade setorial tem mantido uma tendência de crescimento, motivada pelo favorável comportamento das vendas no exterior.

Assim, as exportações têm subido no período 2010-2014 a um ritmo médio anual próximo dos 15%, passando de 313 milhões de euros em 2010 para cerca de 575 milhões em 2014.

O superávit comercial, por seu lado, situou-se neste último ano próximo dos 420 milhões de euros, face a 248 milhões contabilizados em 2010. A propensão do setor para exportar é muito elevada, assumindo as vendas no exterior cerca de 80% do valor da produção nacional em 2014.

O número de empresas fabricantes de moldes em Portugal situou-se em 2012 nas 699, valor semelhante ao dos anos 2010 e 2011 mas notavelmente inferior aos registados e exercícios anteriores.

Predominam as empresas de pequena dimensão: cerca de 70% contam com menos de 10 empregados e apenas 5% empregam mais de 50 pessoas. A atividade produtiva concentra-se na zona Centro de Portugal, onde se localizam quase 65% das empresas. Importa assinalar também a zona Norte, com cerca de 30% dos operadores.

A estrutura empresarial do setor apresenta uma notável atomização, pelo que as cinco primeiras empresas reúnem uma participação conjunta sobre as vendas totais de produção nacional inferior a 15%, enquanto as dez maiores concentram uma quota de 23%.

Dados Gerais, 2014