quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Faturação das clínicas privadas mantém tendência ascendente


A crescente penetração dos seguros de saúde entre os portugueses, o aumento das receitas derivadas das convenções para o atendimento de pacientes provenientes da saúde pública e a cessão da gestão de hospitais púlicos a entidades privadas favoreceram nos últimos anos o crescimento da faturação das entidades gestoras de clínicas em Portugal.

Em 2013, o volume de negócios situou-se nos 1240 milhões de euros, representando um aumento de 6,4% face a 2012, ano em que tinha registado uma variação de 13,1%.

As receitas das clínicas privadas cresceram nesse exercício 3,1%, até aos 893 milhões de euros, enquanto a gestão privada de estabelecimentos públicos gerou um negócio de 347 milhões de euros, mais 16% do que em 2012.

No que respeita à evolução da faturação inerente aos prémios de seguros de saúde, em 2013 manteve-se a tendência ascendente, até atingir os 571 milhões de euros, face aos 551 milhões de registados no ano anterior.

O número de clínicas privadas com fins lucrativos com atividade em Portugal situa-se atualmente nas 40, com uma oferta de 2871 camas, representando uma média de 70 lugares por estabelecimento.

Verifica-se uma significativa concentração geográfica das clínicas privadas com fins lucrativos, reunindo as zonas Norte e Lisboa cerca de 70% do total da oferta. É de assinalar que os estabelecimentos de maior dimensão se situam em Lisboa, onde a capacidade média por clínica supera as 100 camas.

Quanto às quotas de mercado dos principais operadores privados gestores de clínicas, os dois principais reuniram 64% do total em 2013. Considerando os cinco principais operadores, a participação situou-se nos 87%, o que reflete a elevada concentração empresarial do setor.

A progressiva recuperação da economia portuguesa e a saturação do sistema público de saúde favorecerão o crescimento da faturação das empresas do setor de saúde privada a curto e médio prazo. Em 2014, estima-se que as empresas do setor de clínicas privadas atinjam uma faturação agregada de 1315 milhões de euros, mais 6% do que em 2013, prevendo-se uma aceleração moderada do crescimento em 2015.

Dados Gerais, 2013