quinta-feira, 20 de março de 2014

Volume de negócios dos grossistas de alimentação para hotelaria 2012 foi de € 1.070 milhões


O volume de negócio dos grossistas de alimentação para hotelaria em Portugal (excluindo as vendas ao canal de alimentação) em 2012 foi de 1.070 milhões de euros. Este valor representa uma descida de 4,5% em relação ao exercício anterior.

A deterioração da actividade no sector da restauração, derivada da contracção da despesa das famílias portuguesas, tem afetado negativamente as vendas nos últimos anos. Assim, entre 2008 e 2013 o mercado reduziu 18%, passando de 1.310 para 1.070 milhões de euros.

As previsões no curto prazo apontam para uma prolongação da tendência decrescente da procura pelo que, para 2014, estima-se uma queda adicional do valor do mercado em cerca de 2%.

Em 2012 operavam no sector português de grossistas de alimentação um total de 9.709 empresas, valor que representa uma ligeira descida de 1,5% em relação ao ano anterior.

A zona Norte é a que agrupa o maior número de empresas, reunindo cerca de 29% do total. A zona Centro e a de Lisboa, por seu lado, contam com perto de 27% e de 25% dos operadores, respectivamente.

O sector apresenta um grau de atomização elevado, pelo que cerca de 90% dos operadores contam com menos de dez empregados, sendo estas empresas, em geral, companhias de carácter familiar e com um âmbito de actuação regional.