segunda-feira, 10 de março de 2014

Receitas dos corretores de seguros decresceram 1,9% em 2013


As receitas dos corretores de seguros em 2013 totalizaram 103 milhões de euros, menos 1,9% do que em 2012. Nesse ano, atingiram os 105 milhões de euros, o que representou uma quebra de 0,9% face a 2011.

Em 2012 o volume de prémios mediado pelos corretores reduziu 3,6%, perfazendo um total de 772 milhões de euros, o que contrasta com o valor máximo de 883 milhões verificado em 2008. A maior parte dos prémios mediados, cerca de 90%, corresponde a seguros de não vida. Nesse exercício, a penetração dos corretores no mercado de seguros foi de 7,1%, percentagem similar ao registado em 2011.

Em 2012 encontravam-se em actividade 85 corretores, menos oito do que no ano anterior e menos quinze do que em 2009. Predominam as companhias de pequena dimensão, pelo que perto de 70% conta com um máximo de 10 empregados e apenas 13% tem mais de 30 trabalhadores. A quota conjunta dos cinco primeiros operadores era de 42% em 2012, elevando-se a participação do grupo dos dez primeiros a 59,1%.

Quanto aos mediadores de seguros em Portugal, o número de empresas a operar também tem passado por uma notável redução nos últimos anos. Em 2012 operavam cerca de 24.600, face aos 27.100 de 2009, o que representa uma variação média anual negativa de 3,2%.