quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Energias renováveis aumentam 11% em 2011

 
Evolução do mercado
 
- A potência instalada renovável em Portugal registou um aumento médio anual superior a 25% na última década, embora o ritmo de crescimento tenha abrandado no biénio 2010-2011.
 
- Em Dezembro de 2011, a potência total instalada em Portugal Continental atingiu os 5038 megawatts, representando um crescimento de 10,6% relativamente ao mesmo mês do ano anterior. A comparticipação da potência instalada renovável sobre a potência eléctrica total correspondia, nessa data, a 26,7%, tendo aumentado mais de um ponto percentual em relação a 2010.
 
- Destaque para a potência instalada de energia eólica, que alcançou os 4301 megawatts, mais 11,3% do que em 2010. Em Dezembro de 2011 operavam 238 parques eólicos em Portugal, que contavam com um total de 2349 aerogeradores.
 
- Entre os restantes tipos de energia renovável, salienta-se a crescente participação da energia solar fotovoltaica e o aproveitamento do biogás, revelando ambos, em 2011, incrementos em termos de potência instalada na ordem dos 18,3% e dos 69,3%, respectivamente.
 
- A curto e medio prazo, o desenvolvimento do mercado estará condicionado pela incerteza existente sobre possíveis alterações da regulamentação, destacando-se, pelo seu impacto, um eventual corte nos subsídios ou o estabelecimento de quotas para a instalação de nova potência.
 
- A perda de atractivo do mercado interno e o potencial de crescimento que alguns mercados externos apresentam favorecem a internacionalização das empresas portuguesas.
 
 
Evolução da produção
 
- Apesar do aumento da potência instalada, e após uma década de forte crescimento, em 2011 registou-se uma ligeira descida da produção de energia eléctrica de origem renovável, devido fundamentalmente à quebra registada nos segmentos de energia eólica e energia mini-hídrica, num contexto de condições climatéricas desfavoráveis.
 
- Assim, em 2011 a produção situou-se nos 11 280 gigawatts/hora, menos 0,6% do que em 2010. Este valor representou 24,4% da produção eléctrica total em Portugal Continental, quase mais um ponto do que no ano anterior.
 
- A produção de energia eólica diminuiu 0,8%, situando-se nos 9003 gigawatts/hora. Este tipo de energia concentrou quase 80% da produção total de energias renováveis em Portugal Continental.
 
- Em 2011, a venda de energias eléctrica com origem em fontes renováveis gerou receitas na ordem dos 1132 milhões de euros, o que representou um crescimento de 3,4% relativamente ao exercício anterior.