segunda-feira, 23 de julho de 2012

Facturação das empresas de engenharia desceu 8% em 2011


Evolução do mercado

- A deterioração da actividade económica, tanto em Portugal como em outros países vizinhos, afectou nos últimos anos a evolução do negócio das empresas de engenharia, que tiveram de fazer face a uma forte contracção da procura.

- O volume de negócios sectorial situou-se nos 1.130 milhões de euros em 2011, representando menos 8,1% do que em 2010, ano em que a actividade se manteve estagnada, depois de ter tido uma quebra de 6,5% em 2009.

- O segmento de projectos para o sector energético é o mais importante, pois representa 52% da facturação total, avaliada em 590 milhões de euros em 2011, 5,6% abaixo do exercício anterior. A área da engenharia civil situou-se nos 305 milhões de euros, menos 12% do que em 2010, enquanto a da engenharia industrial se cifrou em 135 milhões de euros, registando uma descida de 10%.

- O negócio das empresas no mercado nacional representou cerca de 90% das suas receitas totais, correspondendo os restantes 10% à facturação no estrangeiro, a qual incrementou a sua participação no total dos últimos exercícios.

- A quebra das receitas provocou uma intensificação da concorrência no sector e uma significativa deterioração das margens de rendibilidade dos operadores.


Estrutura da oferta


- Em 2009 operavam em Portugal como prestadores de serviços de engenharia e técnicas afins 21 844 empresas, cerca de menos 2000 do que em 2007. Perto de 98% das empresas do sector têm menos de dez empregados, o que reflecte a alta atomização existente.

- O distrito de Lisboa concentra cerca de 35% das empresas que operam no sector, enquanto as regiões do Norte e Centro representam conjuntamente 50%.

- Nos últimos anos observou-se uma tendência de concentração empresarial, como consequência do desaparecimento de empresas de pequena dimensão e do crescimento das de maior dimensão. As cinco principais empresas do sector alcançaram uma quota de mercado conjunta de 17% em 2011, participação que atingiu 2,5%, se considerarmos as 10 maiores.


Dados Gerais, 2011
(a) 2009. Correspondo ao CAE 7112 Actividades de engenharia e técnicas afins

Fonte: Estudo Sectores Portugal DBK: "Empresas de engenharia"