quarta-feira, 15 de abril de 2009

Estudo Trimestral sobre Processos de Insolvência

Os Processos de Insolvência (PI) no 1º trimestre de 2009 apresentam um aumento de 31% face ao período homólogo, com um total de 957 declarações de insolvência proferidas:
  • Março foi o mês que teve mais sentenças, com 37% do total do trimestre
  • Fabricantes (29%) e Construção (20%) mantêm a concentração de processos
  • Porto (20%), Braga (17%) e Lisboa (16%) são os distritos mais afectados

O Estudo que a Informa D&B realizou apresenta uma forte incidência sobre micro-empresas (58%), com menos de 10 anos actividade (42%), com menos de 5 empregados (48%) e capital social de € 5.000 (33%).

Os distritos que apresentaram descidas acentuadas dos PI foram Portalegre (- 63%), Guarda (-40%) e Setúbal (- 12%), em contraste com os distritos de Bragança, Évora e Faro que apresentam, respectivamente, uma subida de 600%, 225% e 129%, face a 2008. Em números absolutos, a maior concentração deu-se nos distritos de Porto (282), Braga, com 159 e Lisboa, com 156 Processos.

Quanto aos sectores de actividade, Fabricantes e Construção mantêm a concentração sentida no ano transacto, com 281 e 193 PI cada, sendo os sectores da Indústria Mineira e das Telecomunicações aqueles que registam menor número de sentenças, apenas 2 e 3, respectivamente, num total de 957.

A fonte do Estudo sobre Processos de Insolvência do 1º Trimestre de 2009 é a base de dados da Informa D&B. Foram analisadas todas as entidades às quais estavam associados Processos de Insolvência.